• safetydata

RANSOMWARE em PMEs, como se proteger?

Já imaginou o transtorno que seria você chegar no trabalho, ligar seu computador ou notebook e se deparar com a imagem abaixo na sua área de trabalho?

Esse é um caso clássico de um computador infectado por um RANSOMWARE, ou seja, seus dados “foram sequestrados”, ou melhor, todos os seus arquivos foram criptografados e o invasor exige um pagamento de uma quantia, normalmente em bitcoins, em troca de descriptografar seus arquivos. Porém, nem sempre realizar o pagamento da quantia solicitada é garantia de que os seus dados serão recuperados e estarão íntegros, por isso, é de extrema importância sempre ter um backup atualizado de seus dispositivos, além, claro, de um excelente software antivírus que seja capaz de se manter sempre com as atualizações mais recentes disponibilizadas pelo fabricante e que seja capaz de bloquear esse tipo de ataque.


Um caso que teve bastante repercussão, foi o caso do ransomware Wanna Cry, que em meados de 2017 foi capaz de infectar mais de 230 mil sistemas de empresas de vários segmentos, como organizações governamentais, empresas de telecomunicações, transportes, financeiras, etc.


Agora imagine o dano que ter seus arquivos criptografados, mesmo que por algumas horas, pode causar no andamento e continuidade do seu negócio. Imagine um hospital ficar parado devido a uma infecção desse tipo, quantas pessoas poderiam correr riscos de vida por não ter como realizar um simples exame computadorizado ou perder o acesso e dados de pacientes e diagnósticos. Imagine u instituição financeira perder os dados de seus clientes, ou uma consulta a saldo, extrato, saque ficar indisponível por algumas horas. Imagine um escritório de advocacia ficar sem acesso aos dados de processos dos seus clientes, perdendo prazos e documentos importantes para o seu dia a dia.



As pequenas e médias empresas (PMEs) são responsáveis por grande parte da movimentação da economia brasileira, segundo o Sebrae, as PMEs são responsáveis por cerca de 27% do PIB nacional movimentando mais de R$ 300 bilhões por ano e por esse motivo, são os alvos preferidos dos Hackers. Além de todo o dinheiro envolvido, esse é um setor que muitas vezes não possui um investimento em segurança da informação e por isso se tornam alvo de muitos cibercriminosos. Estima-se que cerca de 60% das pequenas empresas fecham em até 6 meses após sofrer uma violação de dados.



COMO SE PROTEGER?


Diante de todo esse cenário, ainda com a questão da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que entrará em vigor em Agosto/2020 fica claro que toda empresa, independente do seu porte ou setor, deve-se preocupar e proteger adequadamente para evitar prejuízos e danos à sua imagem e ao seu negócio, sendo assim, abaixo deixamos algumas dicas de como se proteger de um ataque ramsonware.


  • Investimento em Cibersegurança;

  • Treinamento de conscientização de seus colaboradores;

  • Sistema de Backup íntegros e confiáveis;

  • Antivirus corporativo atualizado constantemente;

  • Manter seu Sistema Operacional e softwares atualizados;

  • Equipe qualificada e dedicada para cuidar da Segurança de sua empresa;


Se tiver dúvidas de como tomar as ações acima e proteger sua empresa, entre em contato conosco.

© 2023 Desenvolvido por Safety Data